Vereador Pedro Gomes comemora recuperação da rua Euclides da Cunha

segunda-feira, 11 de julho de 2016

50% dos Tribunais brasileiros já funcionam com Plano de Logística Sustentável



Logística sustentável aplicada na estrutura administrativa de órgãos públicos foi tema de Seminário realizado nesta quarta-feira, 6 de julho, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, que integra, junto com o Tribunal de Justiça, Universidade Federal e as Justiças Federal e do Trabalho, a Eco Liga da Justiça, cujo objetivo é implementar políticas e tecnologias que possam auxiliar a gestão eficiente de recursos. A ideia foi prestar informações sobre esta ferramenta de gerenciamento de recursos materiais e financeiros, buscando sensibilizar acerca da responsabilidade socioambiental. 

Presentes ao evento, que recebeu o nome de I Seminário de Logística Sustentável e Redução de Custos na Gestão Pública, representantes das 5 instituições que assinaram Protocolo de Cooperação Técnica para racionalização e redução de custos; logísticas integradas de veículos; capacitação e produção científica; destinação adequada de resíduos; e compras sustentáveis e compartilhadas.

Antes dos palestrantes exporem acerca da efetividade da Resolução CNJ 201/15 e seus reflexos, do Plano de Logística Sustentável e do Panorama da Gestão Socioambiental no Poder Judiciário, os signatários do Protocolo discursaram sobre a realidade de seus órgãos.

O desembargador Lourival Serejo (presidente) registrou que, ciente do seu dever, promoveu a criação em 7 de junho deste ano do Núcleo Socioambiental do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, o primeiro da Justiça Eleitoral do país, através da Resolução 8.925/16, com base na Resolução CNJ 201/15.

Comente com o Facebook: