Vereador Pedro Gomes comemora recuperação da rua Euclides da Cunha

sábado, 29 de outubro de 2016

Madeira inaugura sede própria da CPL da Prefeitura de Imperatriz


O descerramento da placa e uma prestação de contas dos trabalhos da CPL foram feitas na ocasião

Madeira fala sobre o trabalho desenvolvido pelos membros da CPL de Imperatriz 
A presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), Denise Magalhães Brige, agradeceu nesta quinta-feira (27) durante reunião de governo a confiança depositada pelo prefeito Sebastião Madeira nestes últimos oito anos de trabalho. 
“Nós assumimos a comissão e colocamos a legalidade e a transparência no governo Madeira”, disse ela, que também agradeceu a presença do prefeito durante a reunião de transição de governo.
O jornalista e bacharel em Direito, Marlon Moura, da equipe de transição do prefeito eleito Assis Ramos, reconhece que o novo gestor encontrará um município arrumado e estruturado, porém ressalta “os desafios que serão enfrentados para administrar do porte Imperatriz, a segunda maior do estado do Maranhão”.
“Nós sabemos dos problemas que existem pela frente, mas pior seria se estivéssemos entrando em casa desarrumada, bagunçada e suja. Porém, percebemos ao longo desses anos que o prefeito Madeira estruturou não somente a cidade, mas o governo para que o próximo prefeito continue desenvolvendo nossa Imperatriz”, frisou ele.
O vereador reeleito João Francisco Silva (PV), que também deverá assumir uma pasta no governo Assis Ramos, observa que o prefeito eleito está com muita vontade de realizar ações em benefício da comunidade de Imperatriz, contudo ressaltou que é preciso ter cautela neste começo de governo que se inicia em janeiro de 2017.
“É preciso saber ouvir às pessoas; pois a Câmara de Vereadores deu muito apoio a gestão do prefeito Madeira, foi companheira e não criou nenhum empecilho nestes últimos oito anos de mandato”, declarou o vereador líder do Governo na Câmara de Imperatriz.
Silva orientou o prefeito eleito Assis Ramos para que busque parceria com os vereadores eleitos e reeleitos, embora seja um poder independente, mas que necessita do apoio do legislativo para consolidar os projetos, evitando o chamado “contrapeso”. “É necessário que haja uma parceria pelo bem-estar coletivo”, propôs.
O prefeito Madeira afirmou que durante a nomeação dos membros da CPL orientou que “não aceitasse pedido de ninguém para sair da legalidade”. “Se algum dia o gestor lhe pedir isso, peça demissão, mas não saia da legalidade”, completou.
“O nível da CPL de Imperatriz é difícil de se alcançar e muito improvável ter uma comissão neste nível de detalhamento dentro do estado”, disse ele, ao receber elogio da equipe quando estava nesta semana em São Luís. “Nós estamos muito satisfeitos com esse trabalho e por isso queremos agradecer a tudo o que foi feito. E lembrou que “algumas licitações estão em andamento para manter um pleno funcionamento o próximo governo”, concluiu. [Gil Carvalho/Sidney Rodrigues]

Comente com o Facebook: