Vereador Pedro Gomes comemora recuperação da rua Euclides da Cunha

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

“Sou um apaixonado por Imperatriz”, diz Atenágoras Batista

Para o empresário Atenágoras Reis Batista, quando tomar posse, o prefeito eleito, Assis Ramos, terá um link de fundamental importância com o Governo do Estado: o apoio do deputado estadual Marco Aurélio e do secretário Clayton Noleto (Sinfra), ambos do PCdoB, mesmo partido do governador Flávio Dino.

 Por Raimundo Primeiro
Apesar de não ter nascido em Imperatriz, o empresário Atenágoras Reis Batista declara-se um filho de Imperatriz, terra que aprendeu a amar e, ao longo dos últimos tempos, a defender, participando de ações e projetos que visam a impulsionar seu processo de desenvolvimento. O jovem empresário é originário de Floriano, na divisa do Piauí com o Maranhão. Casado com a bioquímica farmacêutica Rosemere Batista, é pai de duas filhas, Isabella e Gabriella. Não mede esforços para ver uma cidade melhor, em todos os setores, para todas as pessoas. Sua máxima é: “Não há satisfação maior que aquela que sentimos quando proporcionamos alegria aos outros”. Dos pais, José Coelho Batista, o Zezito, e Dayse Reis, herdou princípios éticos e morais que o ajudaram a se transformar no bem-sucedido homem de negócios de hoje, tocando seus empreendimentos com responsabilidade e determinação.
Atenágoras Reis Batista é ex-presidente da Associação Comercial e Industrial - ACII, da qual é conselheiro fiscal, presidente do Rotary Club Imperatriz, ex-diretor geral da TV difusora, Canal 7, afiliada ao SBT, membro ativo da Igreja Católica, onde participa da Comissão Organizadora da Festa de Corpus Christi, que ocorre anualmente, no Estádio Frei Epifânio da Badia, onde reúne fiéis de várias regiões. “Tenho muito a contribuir com a minha cidade e a minha gente, mas estamos firmes, sempre com o apoio das pessoas e das autoridades que almejam um futuro promissor para todos”, declara o empresário. Multifuncional, Atenágoras Batista já fez de tudo um pouco, sempre adquirindo conhecimentos para seguir adiante. Na 16a Legislatura da Câmara Municipal, recebeu o Título de Cidadão Imperatrizense, mediante proposição do vereador Luís Gonçalves da Costa.
Nesta entrevista, Atenágoras Reis Batista fala, entre outras coisas, do trabalho que realiza no cargo de diretor regional da Secretaria de Estado da Indústria e Comércio - Seinc e sobre o que espera da gestão do prefeito eleito, o ex-delegado e diretor regional de Segurança Pública, Francisco de Assis Andrade Ramos (PMDB).
Acompanhe, a seguir, a íntegra da entrevista com o empresário Atenágoras Reis Batista:

• Qual tem sido o seu trabalho na Diretoria Regional da Indústria e Comércio?
Tenho feito reuniões com empresários de vários setores, principalmente os do segmento do couro, indo, inclusive, ao município de Governador Edison Lobão, onde existe um curtume, assim como tenho me reunido com o Sindicato dos Atacadistas de Imperatriz - Sindicoma, para tratar de assuntos relacionados com a gestão Flávio Dino em relação às taxas de impostos praticadas atualmente pelo Governo do Estado. Estamos tentando contornar alguns problemas, por meio de uma conexão direta com São Luís. O nosso poder de ação aqui na cidade é pequeno, mas estamos buscando fazer com que o município tenha uma voz mais forte e possa, assim, resolver alguns problemas junto às secretarias de Estado da Indústria e Comércio e do Meio Ambiente, por meio das diretorias regionais dessas pastas, mas ainda precisamos quebrar algumas barreiras.

• Qual é, na sua opinião, a fórmula para fazer Imperatriz crescer?
A fórmula, no meu ponto de vista, é a cidade ser bem administrada. Imperatriz vai sair, agora, da gestão Sebastião Torres Madeira, que tentou, de todas as formas, promover melhorias no Município. Durante o governo dele, o município mudou significativamente, inegavelmente. Ele teve um bom desempenho durante o tempo em que esteve à frente da Prefeitura. Agora, porém, ficamos na esperança de que o prefeito eleito, Assis Ramos, possa imprimir nova dinâmica gerencial à administração pública e tenha muita sensibilidade e tato com a problemática municipal, tendo em vista que não é fácil cuidar de uma cidade grande e complexa como Imperatriz. Fico preocupado principalmente com a dificuldade para se viabilizar a alocação de recursos para atender às inúmeras necessidades do município.
O principal fator de sucesso com que ele vai poder contar, a meu ver, será o relacionamento – relacionamento com os governos estadual e federal e, internamente, com os imperatrizenses, convocando a população a pagar os impostos, caso do IPTU, por exemplo, para poder mostrar trabalho, traçar novos planos e concretizar o projeto de gestão pública austera e transparente que se propôs. Se todas as secretarias se planejarem, contarem com secretários que se dediquem, como o prefeito Madeira conseguiu, ao formar uma equipe com a qual foi até quase o final do mandato, os resultados surgirão. Isso daí é muito importante, tendo em vista que não é do dia para a noite que as coisas são mudadas. É necessário tempo de planejamento, viabilização e execução. E, quando não se tem dinheiro, aí, sim, é que se leva mais tempo ainda para resolver as coisas. Então, eu digo: para ajeitar Imperatriz, tem de haver tempo, porque ela foi crescendo sem planejamento, mas nós devemos mudar isso. Como? Com uma administração pública de fato atuante e que combata quaisquer tipos de posturas erradas. Portanto, tem de haver planejamento, montando-se uma equipe com profissionais que vão se empenhar por fazer o que deve ser feito da forma mais correta possível, em cada bairro, visando efetivas melhorias para a cidade e sua gente.

• Passadas as eleições, Imperatriz vive novo momento, um momento de expectativas. Quais os grandes desafios do prefeito eleito, Assis Ramos?
Não existe mágica, existe, sim, ação administrativa, não gastar mal os recursos públicos, porque o dinheiro é escasso. É pouco e é de todos os cidadãos, ou seja, tem de ser investido em benfeitorias que busquem trazer melhorias para a comunidade, em todos os setores. Tem de haver uma responsabilidade muito grande de cada agente da administração pública e um diálogo muito forte com os governos estadual e federal. Ele [o novo prefeito] tem tudo para fazer isso. Primeiro, porque o governador Flávio Dino está aberto para conversar com todos os prefeitos, ele [o prefeito eleito] sabe disso, tem total acesso, quando quiser. Outro fator importante: ele é dos quadros do PMDB, partido que governa hoje o Brasil. Ele tem um grande trunfo nas mãos: diálogo aberto com o governador Flávio Dino e com o próprio partido.
Imperatriz o acolheu, assim como fez com os responsáveis pelo desenvolvimento da cidade, os quais também contribuíram enormemente com o processo de crescimento dos municípios da região. Ao passarmos pelo Entroncamento de Imperatriz, por exemplo, que é área central e estratégica para a cidade, observamos um local feio. E não é só isso não! Também é perigoso, já que não existe a infraestrutura necessária para a travessia da BR-010. É preciso fazer novas pistas, um anel viário ou coisa parecida. Enfim, o prefeito Assis Ramos tem muitos e grandes desafios para enfrentar, mas pode contar também com o grande potencial de superação que caracteriza seu perfil e a própria história de Imperatriz.

• Finalizando, qual mensagem você deixa à população de Imperatriz?
Nossa cidade precisa de muitas coisas e o trabalho em conjunto será vital para o futuro que todos esperamos.

“Saber ver é sentir o que olha. O deputado estadual Marco Aurélio e o secretário Clayton Noleto, com certeza, serão a presença do Governo do Estado durante a gestão de Assis Ramos”.




Comente com o Facebook: