Vereador Pedro Gomes comemora recuperação da rua Euclides da Cunha

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Imperatriz se consolida como referência no tratamento do câncer



Com aproximadamente 100 procedimentos realizados por dia, foram oferecidas mais de 25 mil sessões de radioterapia no Centro de Tratamento de Câncer – Oncoradium só este ano


O fácil acesso ao tratamento do câncer trouxe números bastante animadores para a saúde de Imperatriz em 2016. Mais de 800 novos pacientes com a doença foram atendidos na cidade, de acordo com dados do Centro de Tratamento de Câncer – Oncoradium. Realizando aproximadamente 100 procedimentos por dia, a instituição realizou mais de 25 mil sessões de radioterapia no município no período de janeiro a novembro deste ano.

Os principais casos tratados foram de câncer de mama, de próstata e de colo uterino. Segundo o Instituto Nacional do Câncer - Inca, estavam previstos 7.760 novos casos de câncer no Maranhão, 9.200 do Pará e 2.350 do Tocantins. Todos os anos a Oncoradium de Imperatriz trata pacientes vindos de várias cidades dos três estados.

Para atender a demanda de 2017, em breve o Centro de Tratamento do Câncer irá inaugurar um novo local de atendimento, agora no Imperial Shopping. Chega também na cidade, trazida pela Oncoradium, o tratamento de Medicina Hiperbárica, modalidade terapêutica que consiste na oferta de oxigênio puro sob alta pressão, capaz de facilitar a cicatrização de feridas profundas.

O radio-oncologista Ricardo Nakamura, membro do corpo de médicos da Oncoradium, comenta que “nosso país está valorizando cada vez mais as instituições que diariamente se esforçam em melhorar sua comunidade, e, por isso, o Centro de Tratamento de Câncer adquiriu outro equipamento de Radioterapia de última geração, dobrando sua capacidade de atendimento e trazendo a Radiocirurgia, a Radioterapia de Intensidade Modulada, e a Radioterapia Guiada por Imagem. Em 2017 teremos grandes avanços na saúde do município”.  


Segurança – Os pacientes que procuram pelo Centro encontram segurança no seu tratamento. Frequentemente a Oncoradium é vistoriada pela Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN, pelas vigilâncias sanitárias municipal, estadual e federal, estando devidamente autorizada a realizar a radioterapia por essas autoridades. Além disso, a manutenção de suas máquinas de radioterapia é realizada pela própria fabricante, uma das líderes mundiais no segmento.

A Oncoradium está autorizada pelo Ministério da Saúde (MS) a desenvolver suas atividades de acordo com as normas e procedimentos da Portaria 140 do MS, que redefine os critérios e parâmetros para organização, planejamento, monitoramento, controle e avaliação dos estabelecimentos de saúde habilitados na atenção especializada em oncologia e define as condições estruturais, de funcionamento e de recursos humanos para a habilitação destes estabelecimentos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).


Comente com o Facebook: