Vereador Pedro Gomes comemora recuperação da rua Euclides da Cunha

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Congresso de idosos discute estatuto e promove a saúde e bem estar


Igreja quer apoiar idosos com informações apropriadas 
e relevantes para a faixa etária


Aos 74 anos, a aposentada Maria Helena Lopes não fica parada, jardineira no seu próprio viveiro, trabalha com plantas ornamentais e também é artesã, ela é apenas uma dos 23,5 milhões de idosos do Brasil, número este que vem aumentando gradativamente, segundo dados do IBGE.
Pensando nisso, a Igreja Adventista em Imperatriz realizou nos dias 13 e 14 de Janeiro o I Encontro de Idosos, com o objetivo de orientar e valorizar essa classe de pessoas que requer uma atenção especial, mas que não é tão frágil assim como pensam; sobre o encontro, a jardineira Maria Helena disse que “Todos os temas foram de excelente qualidade, não foi cansativo, foi maravilhoso”, afirmou.
O congresso cujo tema foi “Viva com Vigor na Terceira Idade” teve aproximadamente 150 participantes e esteve sob a coordenação geral do pastor Francinaldo Lima, líder do Ministério da Família da Igreja Adventista para a região sul do Maranhão.
Os temas abordados foram o estatuto do idoso, a importância das atividades físicas, o valor do perdão, os benefícios da espiritualidade dentre outros, e contou com profissionais de Educação Física, Psicólogos, advogados e pastores. O casal convidado de Fortaleza, CE, foi o pastor aposentado Izéas Cardosos e a esposa, a psicóloga Creunete Cardoso, ambos aconselharam a viver em plenitude, viajar bastante e valorizar o cônjuge.
Aos 79 anos o aposentado Luiz Rodrigues, que está passando uma temporada em Imperatriz foi um dos participantes “Gostei de tudo, das orientações... de tudo mesmo!”, considerou. Mas o congresso não foi restrito apenas ao público evangélico, a aposentada de 75 anos, Maria Pereira, disse o seguinte: “Sou católica, mas participo de tudo que fala de Deus. Gostei da receptividade, dos temas, da comida e especialmente da palestra sobre o perdão,” ponderou.
Segundo a Enfermeira Floriacy Stabnow Santos, uma das coordenadoras do encontro as expectativas foram superadas: “saiu melhor do que esperávamos, foi muito bom, percebemos que todos ficaram atentos e participativos, os palestrantes foram excelentes”, avaliou.
Outros encontros menores serão realizados por congregação, sempre objetivando envolvê-los e orientá-los quanto a saúde, os direitos e a longevidade.

Simone Joe
Assessora de Comunicação da Igreja Adventista no sul do Maranhão/ TV Novo Tempo

Comente com o Facebook: