Vereador Pedro Gomes comemora recuperação da rua Euclides da Cunha

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

“Arte e Cidadania nas Escolas” chega ao povoado São Félix

Projeto leva música, dança e literatura para zona rural


A ansiedade estampada nos olhos da criançada era contagiante, enquanto aguardavam a chegada da “Caravana Arte e Cidadania nas Escolas”, no povoado São Félix. Às margens da Estrada do Arroz, mais de 50 alunos acompanharam, no último final de semana, a realização do projeto que oferece cultura, conhecimento, orientações sobre direitos e deveres e atividades artísticas. A iniciativa é da Prefeitura de Imperatriz, através da Fundação Cultural, e parceiros.

Combate às drogas, importância dos estudos, riscos da ingestão de bebida alcoólica e exploração do trabalho infantil foram alguns temas abordados pelos comissários da Vara da Infância e Juventude. “Estamos aqui para alertar sobre os perigos que os estudantes estão expostos e orientar para que tenham uma vida mais digna e cidadã” – reforçou Caio Lopes, que representou o juiz Delvan Tavares.

Projeto contempla alunos de 7 aos 16 anos e objetiva envolver a comunidade com as linguagens da música, dança, literatura, arte cênica e religiosidade. O coordenador da Caravana, Osório Neto, explica que a escola recebe, inicialmente, integrantes da Fundação Cultural para desenvolver oficinas e divulgar as ações. “Nossa meta é ressocializar e incluir estudantes que estão na era cibernética e afastadas da zona urbana para conhecer a essência cultural do nosso povo” – enfatizou.

A Escola Municipal São Félix é a segunda da zona rural a receber as atividades, a primeira foi a Juscelino Kubitschek, em Petrolina. De acordo com Buzuca, presidente da FCI, é uma “satisfação realizar a Caravana Arte e Cidadania, pois é nítida a satisfação da comunidade, que participa e valoriza o talento artístico dos alunos”.

O projeto segue para Coquelândia, Olho D’Água dos Martírios e Imbiral, com datas a serem definidas. “Quero agradecer ao prefeito pela parceira na realização desse trabalho tão significativo, que vai beneficiar todos os povoados, e demonstra o cuidado com os moradores de nossa cidade” – concluiu o presidente.


As crianças e adolescentes fizeram apresentações musicais, recitaram poesias e contaram com a presença da palhaça Jô Peteleco e do maestro Giovane Pietrinni, que contaram histórias narradas com a participação dos alunos. [William Castro]

Comente com o Facebook: